Noruega e Dinamarca fecham espaço aéreo pelas cinzas do vulcão islandês

Copenhague, 15 abr (EFE).- As cinzas da erupção de um vulcão no sul da Islândia obrigaram à Noruega a fechar todo o tráfego aéreo, enquanto as autoridades dinamarquesas anunciaram a paralisação total para as 18h no horário local (13h em Brasília).

EFE |

O temor que as cinzas vulcânicas danifiquem os motores dos aviões provocou também perturbações do tráfego aéreo no norte da Suécia.

As autoridades finlandesas anunciaram o fechamento de oito aeroportos no norte do país até as 15h no horário local (9h em Brasília).

Avinor, o órgão estatal que controla o tráfego aéreo e os aeroportos noruegueses, decretou o fechamento total do tráfego aéreo às 10h na hora local (5h em Brasília), embora horas antes quase todos os aeroportos do país estavam paralisados e o principal, o de Gardermoen (Oslo), funcionava parcialmente.

Segundo o órgão que contra o espaço aéreo na Dinamarca, Naviair, as últimas previsões sobre a expansão das cinzas obrigam ao fechamento progressivo do tráfego aéreo.

A direção de Kastrup (Copenhague) comunicou que o maior aeroporto dinamarquês ficará fechado ate as 17h na hora local (12h em Brasília), e informou que é provável que o tráfego aéreo continue paralisado até amanhã.

As autoridades aéreas dos diferentes países atingidos admitiram que não é possível determinar até quando se manterão os fechamentos parciais ou totais.

Na Islândia, só os voos internos na parte leste e norte foram atingidos, enquanto o aeroporto internacional de Keflavik continua funcionando normalmente.

Keflavik está ao oeste da geleira Eyjafjalla, onde entrou em erupção ontem o vulcão, e as cinzas seguem em direção contrária. EFE alc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG