O Parlamento norueguês adotou nesta quarta-feira um projeto de lei que autoriza casamento entre pessoas do mesmo sexo, permitindo também que adotem filhos ou se beneficiem de uma ajuda caso resolvam se submeter a uma fecundação.

Os três partidos da coalizão de centro-esquerda no poder e duas formações de oposição apoiaram majoritariamente a medida.

A Noruega se converte assim no sexto país do mundo a conceder o direito de casamento a casais homossexuais, equiparando-os aos heterossexuais.

A disposição mais polêmica dizia respeito à lei que concede às lésbicas o direito de solicitar uma inseminação artificial. O doador do esperma deve ser identificado para que a criança, se quiser, possa conhecer a identidade de seu pai biológico quando chegar à maioridade.

Leia mais sobre: casamento gay

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.