Norte-africanos são presos por tramar ataque a sinagoga de NY

De acordo com polícia nova-iorquina, argelino e marroquino haviam comprado pistolas, munição e uma granada

iG São Paulo |

Dois norte-africanos foram presos em um flagrante preparado, depois de comprarem uma granada e armas para atacar uma sinagoga de Nova York, disseram autoridades nesta quinta-feira.

O argelino Ahmed Ferhani, 26 anos, e o marroquino Mohammed Mamdouh, 20 anos, adquiriram na quarta-feira três pistolas, munição e uma granada ao final de uma operação policial que durou sete meses, disseram a polícia e a promotoria de Manhattan em nota.

Esse é o 13º atentado planejado por militantes islâmicos e descoberto pelas autoridades desde os ataques de 11 de Setembro de 2001. A polícia está particularmente em alerta desde o começo de maio, quando o militante Osama bin Laden, líder da Al Qaeda, foi morto por forças norte-americanas no Paquistão.

"Estamos preocupados com notícias de um complô terrorista interno contra instituições comunitárias judaicas na Cidade de Nova York. Especialmente diante da morte de Osama bin Laden, estamos ativamente abordando o Movimento da Federação em toda a América do Norte para ajudar as comunidades a estarem preparadas, alertas e seguras conta a ameaça elevada", disse em nota a entidade Federações Judaicas da América do Norte.

O líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, foi morto em uma operação das forças especiais americanas em seu esconderijo em Abbottabad, no Paquistão. A busca pelo terrorista mais procurado do mundo durou mais de 10 anos.

*Com Reuters

    Leia tudo sobre: euasinagoganova yorkbin ladenatentado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG