Norma presidencial livra Fujimori de processo por desvio de fundos públicos

Lima, 19 jun (EFE).- O ex-presidente peruano Alberto Fujimori não será processado por desvio de fundos públicos em seu julgamento, iniciado há seis meses, segundo norma oficial publicada hoje.

EFE |

A resolução assinada pelo presidente peruano, Alan García, nega o pedido para que fosse ampliado o processo de extradição ativa de Fujimori formulado pela 4ª Sala Penal Especial da Corte Suprema de Justiça de Lima, informa a norma publicada no Diário Oficial.

A resolução explica que era previsível a desestimação porque na legislação chilena o delito de desvio de fundos públicos não é sancionado com prisão, o que é um requisito para que proceda a extradição.

O ex-presidente (1990-2000) foi extraditado pelo Chile em setembro do ano passado por solicitação da Justiça peruana para que pudesse ser processado por cinco delitos de corrupção e dois vinculados a violações dos direitos humanos.

Fujimori chegou ao Chile no fim de 2005 com o objetivo de fazer uma escala e depois ingressar no Peru para participar da campanha presidencial de 2006.

No entanto, no Chile foi detido a pedido do Peru e desde dezembro está sendo julgado em Lima. EFE mmr/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG