Nora de Bin Laden diz que Espanha é a única opção para viver

Madri, 7 nov (EFE).- A mulher de Omar Bin Laden, filho do líder da Al Qaeda que pediu asilo político na Espanha, Zaina al-Sabah, assegurou hoje, em declarações à Agência Efe, que o país europeu é a única oportunidade que existe para sobreviver, já que no Egito ou na Arábia Saudita seriam mortos ou presos.

EFE |

À espera de que seu caso seja resolvido, após o filho de Bin Laden solicitar ontem a reavaliação de seu pedido de asilo, denegado em 5 de novembro pelo Ministério de Interior da Espanha, a britânica Sabah afirmou que não tem "para onde ir".

Antes que seu caso se tornasse público e que aparecessem suas fotografias na imprensa, um "equivoco" pelo qual culpa o Ministério do Interior, o casal tinha a opção de ir ao Marrocos se fossem rechaçados na Espanha, mas esta possibilidade agora os dois preferem descartar.

"Não queríamos que soubessem que estávamos aqui, viemos em segredo", acrescentou Sabah, que considera que agora estão "em perigo" e que é "uma loucura" que mostrassem suas caras na televisão.

A esposa de Omar Bin Laden reiterou estar "no centro das atenções" e que, por isso, se não for aceita junto a seu marido na Espanha, estão "mortos".

"Tínhamos certeza na Europa, mas agora todo mundo já sabe onde estamos", disse a mulher que frisou que, uma vez resolvido o caso, precisará de "proteção policial" também na Espanha. EFE mv/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG