abismo - Mundo - iG" /

Noboa admite derrota e diz que Equador segue rumo a abismo

Quito, 26 abr (EFE).- O multimilionário Álvaro Noboa admitiu sua derrota nas eleições presidenciais de hoje no Equador, vencidas segundo resultados extra-oficiais pelo atual governante, Rafael Correa, mas expressou seu temor de que o país se dirija rumo ao abismo.

EFE |

"Estamos indo em direção ao abismo", afirmou Noboa à imprensa local, ao lamentar que o povo equatoriano tenha apostado pela proposta de Correa que, segundo ele, poderia desembocar em uma situação de maior pobreza.

Noboa, que foi derrotado nas últimas quatro eleições no Equador, afirmou que não vai desistir de chegar à Presidência, pois sustentou que sua proposta se mantém em vigor.

Na campanha eleitoral, o multimilionário se ofereceu para transformar o Equador em um país de classe média, em todos tenham bons salários - em torno de US$ 2 mil por mês -, o carro próprio e uma casa, além de educação e saúde de qualidade.

"Hoje o país escolheu outro caminho", disse o magnata, que lembrou que continua entre "as três principais figuras da política equatoriana", atrás de Correa e do ex-líder Lúcio Gutiérrez, também derrotado no pleito presidencial.

Noboa pediu ao reeleito presidente que estude a possibilidade de um acordo nacional com outros partidos, já "que a metade do Equador pensa como ele, mas a outra metade não".

O multimilionário opinou não acreditar que um novo Governo de Correa vá melhorar o país, porque seguirá como "subdesenvolvido" e do "Terceiro Mundo".

Essa situação, disse, é vivida agora em países como Cuba e Bolívia, e "pode acontecer no Equador".

No entanto, disse que continuará presente no cenário político do país e que, seguramente, se apresentará outra vez como aspirante à Presidência. EFE fa/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG