Nobel de Química para um japonês e dois americanos por trabalho com proteínas

O japonês Osamu Shimomura e os americanos Martin Chalfie e Roger Y. Tsien são os vencedores do Prêmio Nobel de Química por seus trabalhos sobre as proteínas, anunciou a Real Academia Sueca.

AFP |

Os três foram premiados pela descoberta e desenvolvimento da Proteína Verde Fluorescente (GFP) observada nas águas-vivas a partir de 1962, que foi essencial para o desenvolvimento da bioquímica, segundo o júri do Comitê Nobel.

"Esta proteína se transformou em um dos mais importantes instrumentos utilizados pela bioquímica moderna", afirmou o júri.

"Com a ajuda da GFP, os cientistas desenvolveram meios para observar processos que antes eram invisíveis, como o desenvolvimento das células nervosas no cérebro e o desenvolvimento das células cancerígenas", acrescenta o Comitê.

Estas proteínas são utilizadas pelo papel que desempenham na hora de estudar os genes.

Osamu Shimomura, nascido em 1928 em Kyoto, trabalhou durante muito tempo para laboratórios americanos em Boston.

Martin Chalfie, nascido em 1947, é professor de Biologia na Universidade de Columbia, em Nova York.

Roger Tsien, nascido em 1952, é professor desde 1989 na Universidade da Califórnia em San Diego.

Ano passado, o Prêmio Nobel de Química foi atribuído ao alemão Gerhard Ertl pelos resultados de seus estudos que foram aplicados na indústria, desde fertilizantes até tubos de escapamento catalítico.

Na terça-feira, o Nobel de Física foi concedido aos japoneses Makoto Kobayashi, 64 anos e Toshihide Maskawa, 68, além do americano nascido no Japão Yoichiro Nambu, 87, pelos trabalhos que permitiram compreender melhor a origem do Universo.

O de Medicina abriu a temporada na segunda-feira, ao premiar o alemão Harald zur Hausen e os franceses Françoise Barré-Sinoussi e Luc Montagnier por seus trabalhos sobre os vírus responsáveis pelo câncer de colo de útero, no caso do primeiro, e da Aids para os dois últimos.

A semana do Prêmio Nobel prossegue com o anúncio do vencedor de Literatura na quinta-feira, o da Paz na sexta-feira e o de Economia na próxima segunda-feira.

Os prêmios serão entregues oficialmente durante uma cerimônia celebrada em Estocolmo e Oslo no dia 10 dezembro. Os vencedores receberão uma medalha de ouro, um diploma e um cheque de 10 milhões de coroas suecas (1,52 milhão de dólares), que pode ser dividido entre três vencedores em cada categoria.

po/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG