No dia nuclear nacional, Irã faz alerta aos EUA

Os aliados do Irã ao redor do globo irão retaliar eventuais ataques dos Estados Unidos ao país, disse um influente clérigo na sexta-feira, antes de o presidente Mahmoud Ahmadinejad fazer um discurso sobre o progresso do programa nuclear iraniano.

Reuters |

Ahmad Khatami, aliado incondicional de Ahmadinejad, disse que Washington se meterá "em um atoleiro" se atacar o Irã.

Os Estados Unidos tentam atualmente aprovar um novo pacote de sanções ao Irã na ONU, mas não descartam uma ação militar para impedir que o país desenvolva armas nucleares --intenção que Teerã afirma não ter.

"Se a América tomar uma atitude louca, seus interesses serão ameaçados por aliados do Irã ao redor do globo", disse Khamatmi, que é integrante da Assembleia de Especialistas, um órgão consultivo do regime islâmico, durante preces na Universidade de Teerã.

Não ficou claro a quais aliados Khatami se referia, mas Israel e EUA acusam o Irã de financiar grupos militantes islâmicos como Hamas e Hezbollah, além de grupos armados no Iraque. Uma fonte do Hezbollah disse no mês passado que "qualquer ataque ao Irã pode inflamar toda a região".

Na quinta-feira, um comandante militar do Irã disse que tropas dos EUA estacionadas no Oriente Médio seriam alvo de retaliações em caso de bombardeio norte-americano ao país.

Em seu discurso desta sexta-feira, por ocasião do dia nuclear nacional, Ahmadinejad deve anunciar novidades do programa atômico iraniano, que ele diz ser destinado apenas para tratamentos médicos e geração de energia para fins pacíficos

Na quinta-feira, quando Obama disse que esperava a adoção de sanções "duras" ainda neste trimestre, Ahmadinejad disse que preferia sofrer sanções a implorar para não sofrê-las.

Leia mais sobre Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG