terremoto de quarta-feira na província chinesa de Qinghai foi uma grande calamidade. Até agora, o tremor deixou 617 mortos e cerca de dez mil feridos." / grande calamidade - Mundo - iG" / terremoto de quarta-feira na província chinesa de Qinghai foi uma grande calamidade. Até agora, o tremor deixou 617 mortos e cerca de dez mil feridos." /

No Brasil, presidente chinês diz que terremoto foi grande calamidade

O presidente da China, Hu Jintao, disse nesta quinta feira, em Brasília, que o http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2010/04/15/china+busca+abrigo+para+sobreviventes+de+tremor+mortos+sao+617+9458976.html target=_topterremoto de quarta-feira na província chinesa de Qinghai foi uma grande calamidade. Até agora, o tremor deixou 617 mortos e cerca de dez mil feridos.

iG São Paulo |

"O terremoto foi uma grande calamidade que causou grandes perdas. O governo está organizando ações com emergência. Por isso, decidi retornar imediatamente", disse Hu, após uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Hu Jintao se encontrou com Lula na manhã desta quinta-feira / AP

Hu agradeceu a compreensão de Brasil, Índia e Rússia por aceitar antecipar a cúpula do Bric para hoje - a data original era esta sexta-feira - com o objetivo de facilitar seu retorno à China.

O presidente chinês também cancelou os outros compromissos de sua viagem latino-americana, que incluía visitas oficiais a Venezuela e Chile.

Os líderes dos quatro maiores mercados emergentes do mundo - Brasil, Rússia, Índia e China, conhecidos pela sigla Brics- se reúnem esta semana em Brasília para discutir questões econômicas globais e promover o comércio.

"Nova ordem mundial"

Durante encontro com Hu Jintao, o presidente Lula afirmou que  Brasil e China têm obrigação de lutar por uma nova ordem mundial. Ao receber o presidente chinês no Palácio do Itamaraty, Lula destacou as relações comerciais entre os dois países.

Ele citou uma série de empreendimentos chineses no Brasil, como a construção de uma siderúrgica no Rio de Janeiro, em parceria com empresas brasileiras e chinesas.

Lula disse que os empresários chineses têm uma grande oportunidade com a modernização da infraestrutura brasileira. Ele lembrou que o Brasil vive a expectativa de realizar a Copa do Mundo de Futebol, em 2014, e os Jogos Olímpicos de 2016. "São expectativas que oferecem oportunidade de engajamento de empresários chineses na modernização da infraestrutura do Brasil", afirmou.

Lula também cobrou maior empenho de empresários brasileiros nas relações comerciais com Pequim. "O empresário brasileiro tem de ser mais arrojado na conquista do consumidor chinês." Ele ressaltou que o governo brasileiro tem ampliado a rede consular na China e citou a abertura de um consulado no Cantão que, segundo ele, servirá para implementar o turismo e apoiar empresários chineses e brasileiros.

* Com EFE e Ag. Estado

Leia mais sobre China

    Leia tudo sobre: terremoto na china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG