Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

No basquete masculino, Brasil perde para alemães e dá adeus a Pequim

Redação Central, 18 jul (EFE) - O Brasil deu adeus ao sonho de disputar os Jogos Olímpicos ao perder hoje por 78 a 65 para a Alemanha pelas quartas-de-final do Pré-Olímpico de basquete masculino, na Arena Olímpica de Atenas, última chance de garantir uma vaga em Pequim. Com o resultado, a seleção brasileira vai ficar fora da competição pela terceira vez consecutiva. Desde 2006, a equipe está longe dos Jogos.

EFE |

Por outro lado, os alemães avançaram às semifinais e enfrentarão a Croácia, que hoje bateu o Canadá por 83 a 62.

Os comandados de Moncho Monsalve começaram a partida aparentando certo nervosismo e erraram muitos arremessos. Entretanto, os alemães também tinham um aproveitamento menor que 40%, o que resultou em um placar baixo no primeiro quarto, no qual os brasileiros terminaram perdendo por 14 a 13.

Já no segundo período, Tiago Splitter fez dois pontos e o Brasil fez 19 a 14 no placar. O bom momento da equipe obrigou o técnico alemão Dirk Bauermann a parar a partida.

O tempo serviu para mudar a postura da Alemanha, que iniciou uma reação espetacular e virou o placar. Roller, um dos destaques do adversário dos brasileiros, se destacou com o os arremessos de três.

Após a cesta de JP Batista, que diminuiu a diferença para 31 a 26, foi a última convertida pelo Brasil no período. A eficiência dos alemães foi comprovada pelos números, já que marcaram 31 pontos no segundo quarto, contra apenas 13 dos brasileiros.

Após o intervalo, a equipe treinada por Moncho seguiu com uma péssima atuação e pouco antes do final do terceiro período só havia marcado quatro pontos.

Entretanto, o Brasil voltou a sonhar com Pequim no último período, quando reagiu e chegou a diminuir a diferença para 71 a 60.

Os pontos desperdiçados durante a partida fizeram falta e a Alemanha acabou fechando o jogo com uma vantagem segura.

O cestinha da partida foi Dirk Nowitzki, com 20 pontos, seguido por Cris Kaman, que anotou 12. Pelo Brasil, o destaque foi Tiago Splitter, com 16.

Ficha técnica: Alemanha (14+31+17+16): Greene (14), Steffen Hamann (5), Wysocki (10), Nowitzki (20), Kaman (12). Entraram: Femerling (0), Roller (15), Ohlbrecht (0), Zweiner (0), Schultze (0), Garrett (2) e Chris Hamann.

Brasil (13+13+13+26): Marcelinho Huertas (9), Alex Garcia (8), Marcelinho Machado (11), JP Batista (8) e Splitter (16). Entraram: Baby (2), Tavernari (4) e Duda (7). EFE plc/rd

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG