No Atlântico, forma-se a 17ª depressão tropical da temporada

Miami, 5 nov (EFE) - A 17ª depressão tropical da temporada de furacões no Atlântico, que ameaça se transformar na tempestade Paloma, formou-se hoje perto da fronteira entre Nicarágua e Honduras, países que já estão sob alerta.

EFE |

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês) informou que o sistema tem ventos máximos sustentados de 45 km/h, e deve "se transformar em uma tempestade tropical hoje à noite ou amanhã, e se prevê um fortalecimento adicional na sexta-feira".

Uma depressão tropical se transforma em tempestade quando seus ventos máximos sustentados alcançam os 63 km/h.

O Governo de Honduras emitiu um alerta de tempestade tropical (passagem do sistema em 36 horas) da fronteira da Nicarágua até Limón.

Enquanto isso, o Governo da Nicarágua disponibilizou um aviso de vigilância de Puerto Cabezas ao norte até a fronteira de Honduras.

Às 18h (de Brasília), o olho da depressão tropical estava localizado perto da latitude 14 graus norte e longitude 81,8 graus oeste, 185 quilômetros ao sudeste de Cabo Gracias a Dios, na fronteira entre Nicarágua e Honduras.

O sistema se desloca rumo a noroeste a 7 km/h e deve causar fortes chuvas no leste da Nicarágua.

Na atual temporada de furacões no Atlântico, que começou em 1º de junho e termina em 30 de novembro, foram formadas 15 tempestades tropicais e sete furacões.

Os meteorologistas da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos (NOAA, em inglês) afirmaram que esta temporada seria muito ativa, com a possível formação de 14 a 18 tempestades tropicais, das quais entre sete e dez poderiam chegar a se transformar em furacões. EFE so/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG