WASHINGTON - Uma corte americana indiciou nesta quarta-feira o nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab por seis acusações pela tentativa de explodir uma aeronave. O incidente expôs grandes falhas no sistema de inteligência e segurança dos Estados Unidos.

O homem, de 23 anos, que disse a investigadores ter recebido o explosivo da Al-Qaeda no Iêmen e treinado naquele país, já havia sido acusado de tentar explodir uma aeronave da Northwest no dia de Natal que fazia o voo entre Amsterdã e Detroit.

Uma Corte em Michigan indiciou o nigeriano por seis acusações pelo ataque frustrado, incluindo a tentativa de matar os outros 289 passageiros e tripulantes da aeronave e por tentar usar uma arma de destruição em massa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.