O jovem nigeriano que afirma ser ligado à Al-Qaeda e que tentou explodir um avião americano que voava entre Amsterdã e Detroit na sexta-feira embarcou em um avião na Nigéria com um visto americano válido, anunciaram as autoridades holandesas neste sábado.

"O homem chegou de Lagos ao aeroporto Schipol de Amsterdã e pegou uma conexão para Detroit", afirma um comunicado da Coordenação Nacional Contra o Terrorismo (NCTB).

"O nigeriano detido tinha um visto americano válido", acrescenta o texto.

"Os primeiros elementos da investigação indicam que antes da decolagem para os Estados Unidos, a Northwest Airlines transmitiu, segundo o procedimento padrão, a lista de passageiros com os dados pessoais, e os do suspeito, às autoridades americanas, que deram o aval antes da viagem", completa a NCTB.

O suspeito foi identificado pela imprensa como Abdul Farouk Abdulmutallab, um nigeriano de 23 anos.

O jovem, que afirmou ter vínculos com a rede terrorista Al-Qaeda, tentou detonar um explosivo a bordo de um avião da americana Northwest Airlines que voava na sexta-feira de Amsterdã a Detroit, antes de ser contido pelos passageiros.

Ele foi detido após a aterrissagem do avião, um Airbus A330, com 278 passageiros a bordo.

axr/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.