Nigéria faz protesto oficial aos EUA por rigor com passageiros do país

Lagos, 5 jan (EFE).- A Nigéria fez hoje um protesto oficial aos Estados Unidos por causa de sua inclusão na lista de 14 países cujos cidadãos podem ser submetidos a revistas mais rigorosas em voos para território americano.

EFE |

O protesto foi entregue pelo Ministro de Assuntos Exteriores nigeriano, Ojo Maduekwe, à embaixadora dos Estados Unidos na Nigéria, Robin Sanders, que foi convocada pelo chefe da diplomacia nigeriana.

"Mostrei ao Governo americano, por meio de sua embaixadora, que a medida adotada é um inaceitável presente de ano novo para um país amigo como a Nigéria", disse Maduekwe aos jornalistas após seu encontro com Sanders.

Segundo o ministro, o Governo americano ofereceu às autoridades nigerianas 12 scanners corporais para melhorar a revista dos passageiros nos aeroportos do país.

A decisão das autoridades americanas de intensificar os controles sobre os passageiros de 14 países foi tomada no último final de semana, depois que no dia 25 de dezembro o jovem nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab tentou detonar explosivos escondidos em sua roupa dentro de um voo da Northwest Airlines.

"Detectamos certo tratamento diferenciado neste assunto. O que Farouk tentou fazer não é diferente do que o 'terrorista do sapato' fez em 2001, mas este não foi incluído em nenhuma lista de segurança", disse Maduekwe.

O "terrorista do sapato" é Richard Reid, um britânico que admitiu ser membro da organização terrorista Al Qaeda e foi condenado à prisão perpétua por um tribunal americano por sua tentativa de destruir um avião em pleno voo com explosivos escondidos em seus sapatos.

Na segunda-feira, as autoridades de Abuja disseram que a inclusão da Nigéria na lista de segurança americana foi "discriminatória".

"As ações de Abdulmutallab foram individuais. Ele não foi recrutado ou treinado na Nigéria e não recebeu apoio de nenhum tipo neste país", disse a ministra de Informação e Comunicações, Dora Akunyili. EFE da/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG