Nigéria diz que revistou corretamente acusado de ataque a avião

Por Camillus Eboh ABUJA (Reuters) - Um nigeriano acusado de tentar explodir um avião que seguia para os Estados Unidos no dia de Natal foi inspecionado de maneira correta pelas autoridades aeroportuárias antes de embarcar em seu voo em Lagos, disse a procuradoria-geral nesta quinta-feira.

Reuters |

Uma Corte norte-americana indiciou na quarta-feira Umar Farouk Abdulmutallab pela tentativa de explodir um avião que fazia o voo entre Amsterdã e Detroit com cerca de 300 pessoas a bordo. Abdulmutallab embarcou na aeronave depois de sair de um voo da KLM vindo de Lagos.

O procurador-geral Michael Aondoakaa disse que imagens de segurança do aeroporto mostram o nigeriano de 23 anos tirando seus sapatos e sendo submetido a um detector de metal no aeroporto mais movimentado da Nigéria.

"As agências de segurança fizeram tudo o que é exigido por lei para garantir que a Nigéria cumprisse com as normas internacionais", ele afirmou a repórteres na capital nigeriana, Abuja.

O governo disse que Abdulmutallab esteve por menos de 30 minutos na Nigéria durante seu trajeto, iniciado em Gana.

Ele não fez check-in de nenhuma bagagem, mas carregava uma mochila quando entrou no avião da KLM em Lagos, disse o chefe da Autoridade de Aviação Civil da Nigéria na semana passada.

Aondoakaa convidou as autoridades norte-americanas a verem as imagens e inspecionarem a segurança no aeroporto internacional de Lagos.

"Não temos nada a esconder", disse. "A Nigéria não é um país terrorista".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG