Decreto do presidente vale para o norte do país, assolado por insurgência islâmica violenta

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, declarou estado de emergência neste sábado em regiões ao norte do país, assoladas por uma insurgência islâmica violenta, e disse que fecharia quaisquer fronteiras com outros países nestas áreas cobertas pelo decreto.

"Eu, no exercício dos poderes a mim conferidos declaro estado de emergência nas seguintes regiões da federação", disse Jonathan à TV estatal, antes de listar os governos locais do norte afetados pelo decreto.

"O fechamento temporário de nossas fronteiras nas áreas afetadas é apenas uma medida temporária para enfrentar os atuais desafios de segurança e será suspenso assim que a normalidade for restaurada", acrescentou ele, em discurso que abordou os atentados fatais no dia do Natal, realizados pela seita Boko Haram, há uma semana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.