Nicolas Cage e Kathleen Turner resolvem polêmica através de advogados

Londres, 4 abr (EFE) - Nicolas Cage e Kathleen Turner resolveram hoje através de seus advogados uma disputa originada pelas acusações contidas na autobiografia da atriz no sentido de que seu colega tinha sido detido duas vezes por dirigir bêbado e roubar um cachorro. Nenhuma das duas estrelas de Hollywood apareceu no Alto Tribunal de Londres, onde o advogado do ator, Simon Smith, qualificou de totalmente falsas as acusações contidas no livro Send Yourself Roses, de Turner. Na obra, que teve trechos publicados em janeiro no jornal Daily Mail, Turner, de 53 anos, afirmava que Cage, de 44, com o qual trabalhou no filme Peggy Sue - Seu Passado a Espera (1986), tinha sido detido duas vezes pela Polícia por dirigir bêbado e por roubar um cachorro. (Cage) Viu um chihuahua. Ele gostou e o colocou sob a jaqueta, afirmou a atriz sobre seu colega de set.

EFE |

O advogado de Cage disse hoje que tanto Turner como a editora Headline e o Associated Newspapers, grupo que edita o "Daily Mail", tinham aceitado que as acusações foram um engano da atriz, eram difamatórias e não deveriam ter sido publicadas.

Todos eles se desculparam pessoalmente pelo dano causado à imagem pessoal e profissional do ator e aceitaram pagar os custos judiciais e fazer uma doação a uma organização beneficente escolhida pelo próprio Cage. EFE jr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG