Manágua, 20 jun (EFE).- Sandinistas dissidentes, conservadores e ativistas de organizações da sociedade civil protestaram hoje em Manágua contra o que consideraram pretensões do presidente Daniel Ortega de instaurar uma ditadura institucional neste país.

Após marchar por diversos setores de Manágua, cerca de 3.000 pessoas participaram de uma concentração organizada em uma área central da cidade pelo Movimento Renovador Sandinista (MRS), o Partido Conservador (PC) e diversas organizações da sociedade civil.

O protesto foi convocado contra o fechamento de espaços políticos e para que Ortega escute os pobres acossados pela inflação e pela carestia da vida, segundo os organizadores.

Na concentração, durante a qual foram escutados gritos de "Democracia sim, Ditadura Não", participaram centenas de mulheres e jovens, assim como delegações representativas de alguns departamentos (províncias). EFE fm/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.