Nicarágua apoia Equador por se negar a reatar com Colômbia

QUITO (Reuters) - O presidente de Nicarágua, Daniel Ortega, apoiou o Equador na segunda-feira após a negativa do país andino de reatar laços com a Colômbia e disse não se importar se o governo do presidente Alvaro Uribe romper relações com seu país por conta disso. Em uma visita surpresa a Quito, Ortega incendiou ainda mais as conflituosas relações entre Colômbia e Equador mesmo depois de o presidente venezuelano, Hugo Chávez, expressar que seria intermediário de uma tentativa de melhorar as relações logo após uma reunião com Uribe na semana passada.

Reuters |

Os quatro líderes protagonizaram em março aquela que foi considerada a pior crise diplomática na região, desatada por uma operação militar colombiana contra um acampamento guerrilheiro em território equatoriano, que foi condenado por Correa --com apoio de Chávez e Ortega-- como uma violação de soberania.

'São eles (Colômbia) os que estão atacando a possibilidade de que se normalizem as relações entre Equador e Colômbia, por isso a posição digna do presidente Correa de dizer que não se pode restabelecer relações', disse Ortega em um ato no palácio presidencial do Equador.

Correa ratificou no fim de semana sua posição de manter suspensos os laços com o país vizinho, apesar do pedido de Uribe para solucionar a crise rapidamente.

(Por Alexandra Valencia)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG