Neve paralisa aeroportos e prejudica Eurostar na Europa

Companhia de trem pede que passageiros não se dirijam às estações; inverno cancela voos e seria o pior na Europa em um século

iG São Paulo |

A Eurostar pediu aos viajantes com passagens marcadas nesta segunda-feira que não se dirijam às estações de Londres ou de Paris porque a neve vem atrapalhando o tráfego de trens sob o canal da Mancha e, assim, a absorção do fluxo de passageiros. Os problemas na Eurostar se somam ao caos aéreo provocado pela neve nos principais aeroportos europeus, que se viram obrigados a cancelar ou atrasar voos por causa da onda de frio.

AFP
Passageiros lotam a estação de St. Pancras, onde fica o terminal da Eurostar, em Londres (20/12/2010)
"Pedimos aos passageiros com reservas de embarque pela Londres St. Pancras ou pela Paris Norte que não se desloquem até essas estações. Infelizmente, não podemos aceitar mais passageiros", explicou a companhia em seu site.

Os trens que circulam pelo túnel sob o canal da Mancha sofrem nesta segunda-feira atrasos de até duas horas por causa dass condições meteorológicas adversas, que obrigaram a Eurostar a cancelar várias das viagens previstas.

Na estação internacional de Saint Pancras, na capital britânica, a fila de passageiros com bilhete tinha mais de um quilômetro no início da tarde desta segunda-feira e rodeava o edifício de tijolos vermelhos. Por causa das baixas temperaturas que assolam a capital britânica, as famílias com crianças eram as únicas autorizadas a esperar no interior.

"Há uma fila muito grande", reconheceu um porta-voz da Eurostar, explicando que a companhia se esforçava para fazer com que os passageiros que já estavam na estação embarcassem. A companhia deve divulgar ainda nesta segunda-feira novas informações sobre o tráfego para os próximos dias, mas já advertiu que o serviço será "restrito" durante o restante da semana.

Caos nos aeroportos

Milhares de passageiros passaram a noite presos em aeroportos por toda a Europa, enquanto mais voos eram cancelados nesta segunda-feira por causa da neve e do gelo que pintaram de branco o velho continente, preocupando viajantes que pretendem embarcar no Natal.

Após um fim de semana de caos nos principais centros europeus, como Londres, Paris, Frankfurt, Amsterdã e Bruxelas, os aeroportos correm contra o tempo para colocar os voos em dia - e os passageiros no ar - antes de 25 de dezembro.

Muitos precisaram pernoitar nos terminais no domingo, enquanto as aeronaves não conseguiam sequer chegar aos aeroportos onde deveriam estar. O aeroporto londrino de Heathrow, o mais movimentado terminal internacional de passageiros do mundo, reabriu após um final de semana de pesadelo, mas ainda opera "com um cronograma limitado de pousos e decolagens", segundo as autoridades.

Além disso, o terminal alertava nesta segunda-feira para "mais cancelamentos e atrasos nos próximos dias", enquanto as companhias aéreas reposicionavam aeronaves e funcionários para cumprir os voos postergados.

Apenas 20 voos conseguiram decolar ou pousar em Heathrow no domingo, uma ínfima parcela dos cerca de 1,3 mil voos normalmente programados. O prefeito de Londres, Boris Johnson, destacou "a enorme importância econômica de Heathrow" e expressou sua frustração. "Se o país estivesse em guerra, certamente conseguiríamos resolver isso", estimou.

O aeroporto londrino de Gatwick já opera nesta segunda-feira, tentando "voltar ao normal" depois da confusão do fim de semana. As temperaturas despencaram na madrugada, batendo recordes na Irlanda do Norte com -17,6°C na cidade de Castleberg.

Os serviços meteorológicos estimam que esse seja o inverno mais rigoroso na Europa em um século. Na França, as autoridades cancelaram 3 em cada 10 voos dos aeroportos de Orly e Charles de Gaulle nesta segunda-feira. "O tráfego aéreo em todos os aeroportos da região de Paris foi muito prejudicado", indicou a autoridade de aviação civil.

A entidade "pediu às companhias aéreas que reduzissem seus voos em 30% até as 15h de Brasília em Roissy (Charles de Gaulle) e durante todo o dia em Orly", onde as pistas permaneceram fechadas por algumas horas nesta segunda-feira após mais uma forte nevasca.

As autoridades também proibiram a circulação de caminhões pesados nas estradas nos arredores de Paris, e muitos ônibus foram cancelados, de acordo com a RATP, que opera os transportes públicos de Paris.

O aeroporto de Frankfurt, o mais movimentado da Alemanha, cancelou pelo menos 300 voos nesta segunda, depois que metade dos 1.329 voos programados foram obrigados a permanecer no chão. Mais neve é esperada pelos meteorologistas. Na Itália, os aeroportos de Florença e Pisa foram reabertos nesta segunda depois de permaneceram fechados durante todo o fim de semana.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: neveeuropacaos aéreoeurostar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG