Alguns dos mais movimentados aeroportos da Europa cancelam centenas de voos por causa das condições meteorológicas

Alguns dos mais movimentados aeroportos da Europa estão cancelando centenas de voos neste domingo perante "condições de tempo adversas", depois que vários centímetros de neve caíram sobre o continente durante este fim de semana.

Segundo a rede de TV CNN, na França 25% dos voos foram cancelados no Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, enquanto 20% dos voos foram cancelados em Orly, também na capital francesa.

Aviões são vistos na pista de aeroporto internacional de Bruxelas
AFP
Aviões são vistos na pista de aeroporto internacional de Bruxelas
O Aeroporto de Heathrow, em Londres, anunciou que não aceitará voos de chegada e "gerenciará apenas algumas decolagens" neste domingo, enquanto o aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, cancelou pelo menos 500 de 1,3 mil voos programados para o dia.

"Milhares passaram a noite em Heathrow", confirmou um porta-voz do aeroporto, o maior do mundo. No de Gatwick, também em Londres, inúmeros voos serão afetados pelo segundo dia consecutivo.

Este fim de semana é o mais movimentado do ano para o transporte aéreo no Reino Unido. A previsão é de que mais de 600 mil viajem a partir de ou com destino a Heathrow e outros 240 mil em Gatwick. 

Por causa da nevasca e das baixas temperaturas, milhares de passageiros tiveram de passar a noite nos principais aeroportos londrinos após terem seus voos cancelados. A onda de frio também prejudicou as ferrovias e rodovias britânicas.

Centenas de milhares de britânicos deviam ter viajado neste fim de semana do Reino Unido ao exterior, indica a associação de viagens Abta. Segundo um porta-voz do Heathrow, milhares de passageiros passaram a noite como puderam nos terminais do aeroporto. Nesta manhã, decolarão apenas quatro voos de curta distância e três de longa distância.

Andrew Teacher, membro da empresa gerenciadora aeroportuária BAA, declarou à emissora "BBC" que, no ano passado, a companhia investiu mais de 6 milhões de libras (R$ 15,879 milhões) em máquinas para tirar a neve e descongelar as pistas, e que se tinha trabalhado nisso a noite toda.

Teacher explicou que a BAA tinha contratado centenas de pessoas para que ajudassem os passageiros retidos no aeroporto, dando-lhes cobertores, água e alimentos. Os aeroportos de Stansted, Luton e London City, que também servem à capital britânica, assim como os de Aberden, Birmingham, Bristol e Southampton, também tiveram vários de seus voos atrasados.

O aeroporto internacional de Belfast, na Irlanda do Norte, reabriu, mas os atrasos acumulados afetam gravemente seu funcionamento.

Cancelamentos na Alemanha

O transtorno no sistema de transportes voltou neste domingo a aumentar na Alemanha com o temporal de neve e frio que castiga a Europa, o que provocou vários atrasos e cancelamentos de voos nos principais aeroportos do país.

O aeroporto de Frankfurt, o de maior tráfego da Europa continental, segue com graves problemas. No começo da manhã, Fraport, a empresa gerenciadora, calculou que pelo menos 302 voos dos 1.317 programados para este domingo seriam cancelados, frente aos 272 e 560 cancelados no sábado e sexta-feira, respectivamente.

"Sabemos que vamos ter pelo menos dez novos centímetros de neve. Contamos com que a situação volte a piorar", declarou um porta-voz da Fraport à rede de televisão pública "ARD".

Os atrasos e cancelamentos, disseram, devem-se às consequências do temporal em Frankfurt - onde só uma das três pistas se encontra operacional e todas as aeronaves devem ser borrifadas com anticongelante antes de decolar - e às complicações em outros aeroportos de toda a Europa.

A situação em outros aeroportos alemães como em Hamburgo (noroeste do país) e Tegel-Berlim (nordeste) continua conturbada, com frequentes atrasos e alguns cancelamentos, mas menos que em Frankfurt, apesar do mau tempo.

Já a situação na rede rodoviária alemã melhora em relação ao caos de sexta-feira - quando se somaram centenas de quilômetros de retenções -, mas o temporal segue provocando acidentes, que deixam dezenas de feridos.

Os atrasos são também frequentes nas ferrovias alemãs, onde a companhia estatal Deutsche Bahn (DB) impôs um limite máximo de velocidade de 200 km/h para evitar acidentes e danos na maquinaria. O Serviço Meteorológico Alemão (DWD) advertiu que as precipitações em forma de neve prosseguirão nos próximos dias em diversos pontos do país, sobretudo na parte oriental.

Caos na França

A França mantém neste domingo o alerta em 37 departamentos do norte e oeste do país por causa das nevascas previstas, que provocam problemas nos transportes, incluindo os aéreos, que sofrem atrasos e cancelamentos.

No aeroporto parisiense de Roissy-Charles de Gaulle, o maior do país, os voos acumulam atrasos de entre 30 minutos e uma hora, depois que a Aviação Civil anunciou no sábado a suspensão de um de cada quatro voos previstos.

Milhares de passageiros se viram obrigados a passar a noite no Charles de Gaulle, onde chegaram após o fechamento do aeroporto de Heathrow. Nos outros aeroportos do país o tráfego também está perturbado embora, por enquanto, não tenha sido anunciado o cancelamento de voos.

As autoridades alertaram das dificuldades de circulação pelas estradas do norte e oeste do país por causa da soma do gelo à neve que caiu durante a noite, o que faz com que a calçada esteja deslizante.

O tráfego estava muito complicado na região de Paris, onde os ônibus que ligam a capital com as localidades de seu entorno foram cancelados. Também se registram problemas nos trens, onde os de alta velocidade não podem alcançar seu máximo rendimento por causa da neve.

*Com EFE e AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.