Neve e gelo afetam operabilidade do aeroporto de Barajas na Espanha

Madri - A neve e o gelo causaram diversos transtornos à população e afetaram a operabilidade do aeroporto madrileno de Barajas, onde há atrasos nas saídas, devido às operações de degelo dos aviões, e nas chegadas, depois que foram estabelecidos regulamentos nas aterrissagens pelas tarefas de limpeza das pistas.

EFE |

Segundo explicaram à Agência Efe fontes da Aeroportos Espanhóis e Navegação Aérea (Aena), foram mobilizados todos os meios humanos e técnicos disponíveis para minimizar os efeitos do frio e do gelo na operabilidade de Barajas.

Reuters

Frio e neve têm prejudicado moradores de grande parte da Europa


Fontes aeroportuárias disseram à Efe que às 22h havia cerca de 70 voos de chegada com demora, que em alguns casos chegava a duas horas.

Desde sexta-feira passada, Barajas mantém ativado o nível laranja do Plano de Atuações de Inverno.

Além disso, os trens de alta velocidade (AVE) entre Madri e Andaluzia tiveram atrasos de meia hora e um trem que fazia a rota entre a capital e Cádiz descarrilou parcialmente ao entrar em Sevilha, sem que houvesse feridos.

Os espanhóis, assim como outros povos da Europa e Ásia, têm sofrido com a intensa onda de frio que assola a região.

Leia mais sobre: frio

    Leia tudo sobre: espanhafrio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG