Neve e enchentes complicam cotidiano de cidades na Europa

Enquanto nevasca mata em países como Polônia, Bálcãs passam por uma das piores enchentes do século

iG São Paulo |

A onda de frio, com fortes nevascas, que atinge a Europa nesta quinta-feira provocou a morte de dezenas de pessoas, enquanto uma das piores enchentes devastam parte dos Bálcãs.

AP
As águas do Rio Drina inundaram a cidade de Gorazde, na Bósnia
Muitos aeroportos foram fechados ou registraram atrasos em voos no continente europeu, enquanto estradas foram interditadas por causa da neve. Na Bósnia, Sérvia e Montenegro, governos declararam estado de emergência e deslocaram centenas de moradores nas piores enchentes em 104 anos, segundo autoridades.

Na Polônia, desde terça-feira, o frio já matou 18 pessoas, onde as baixas temperaturas e as intensas nevascas provocaram caos no tráfego aéreo, ferroviário e rodoviário. As vítimas são principalmente homens entre 35 e 60 anos de idade, sem domicílio fixo. A polícia pediu à população para reagir se vir pessoas encostadas em bancos públicos ou andando de noite sem rumo pelas ruas. "Uma ligação pode salvar uma vida", destacou Sokolowski.

Todo o território polonês está coberto por uma espessa camada de neve. No nordeste as temperaturas chegaram a -17°C. Vários trens estão bloqueados pela neve na região de Varsóvia e em Poznan, onde o aeroporto foi fechado nesta quinta-feira.

Na República Tcheca, um homem - provavelmente um mendigo - foi encontrado morto na noite de quarta-feira em uma fábrica desativada da região de Praga, segundo a polícia. É a quarta vítima do frio em 24 horas no país.

O aeroporto de Praga-Ruzyne, terminal aéreo mais movimentado da Europa central, ficou fechado durante seis horas na madrugada de quarta para quinta-feira, devido às fortes nevascas que caem sobre a região; cerca de 40 voos foram cancelados. O aeroporto, que esteve fechado na madrugada, teve 40 voos foram cancelados.

Na Lituânia, o frio matou dois homens na quarta-feira. Outras duas pessoas já haviam morrido por causa das baixas temperaturas no final de semana.

Paralisação

Na Grã-Bretanha, a paralisação dos transportes já dura vários dias. O aeroporto de Gatwick, no sul de Londres, cuja reabertura estava prevista inicialmente para a manhã desta quinta-feira, continuou fechado por causa do mau tempo. O aeroporto de Edimburgo espera poder reabrir ainda durante o dia.

Várias estradas também estão bloqueadas por causa da neve. As autoridades registram até agora 11 mil acidentes nas rodovias por causa do gelo, número sem precedentes para esta época do ano.

Também na França os transportes sofrem distúrbios. As intensas nevascas obrigaram o cancelamento de metade das viagens dos trens Eurostar, que ligam Paris, Bruxelas e Londres através do canal da Mancha, e bloquearam centenas de motoristas nas estradas. Além disso, 20% dos trens de alta velocidade que ligam Paris à região sudeste foram cancelados.

*Com AP e EFE

    Leia tudo sobre: neveeuropafrioenchentes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG