Neve dificulta normalização de serviço em aeroportos na Europa

Condições meteorológicas forçam o cancelamento ou atrasos de voo nos principais aeroportos do Reino Unido, França e Alemanha

iG São Paulo |

Passageiros cada vez mais desesperados enfrentaram dificuldades para voltar para casa nesta segunda-feira a tempo do Natal, enquanto os principais aeroportos da Europa tentavam normalizar suas operações livrando-se da neve e gelo. Os problemas por conta da onda de frio e o acúmulo de atrasos do fim de semana prosseguem sobretudo na Alemanha e no Reino Unido.

Apenas uma das duas pistas do Aeroporto de Heathrow, em Londres, estava operacional na manhã desta segunda-feira, um dia depois de quase todos os voos em um dos mais movimentado aeroportos do mundo foram cancelados. 

Reuters
Passageiros descansam deitados no chão do Terminal 3 do Aeroporto de Heathrow, em Londres
Várias pessoas voltaram a passar a noite nos diferentes aeroportos do Reino Unido após ver seus voos cancelados, e embora os principais terminais aéreos estejam abertos - Heathrow, Stansted, Edimburgo e Southampton -, há cancelamentos e atrasos. Nesta segunda-feira foi possível ver novamente centenas de passageiros pernoitando nos diferentes aeroportos britânicos.

A companhia aérea British Airways (BA) informou que espera que cerca de 60 voos partam nesta segunda-feira de Heathrow, o aeroporto de maior tráfego da Europa, apesar de haver muitos cancelamentos.

Problemas na França

No norte da França, a neve voltou a causar problemas, com anulações de dezenas de voos nos dois aeroportos de Paris e no de Beauvais, e a proibição de circulação de caminhões na região da capital. Cerca de 3 mil pessoas que não puderam pegar seus voos dormiram na noite do domingo nos terminais do Charles de Gaulle.

A Direção Geral da Aviação Civil da França (DGAC, na sigla em francês) decidiu nesta segunda-feira cancelar 30% dos voos nos dois aeroportos de Paris, afetados por novas nevascas. A DGAC detalhou em comunicado que os cancelamentos de voos se prolongarão até as 18h do horário local (15h de Brasília) no aeroporto de Roissy Charles de Gaulle e durante o dia todo em Orly.

Com a situação, a polícia proibiu o tráfego na região de Paris de caminhões de mais de 7,5 toneladas de peso bruto, assim como daqueles de mais de 3,5 toneladas que transportam materiais perigosos. A circulação de ônibus foi interrompida em seis departamentos e está muito afetada em Paris.

Os trens de viagens curtas e o metrôs funcionavam normalmente, mas os trens de longa distância registravam atrasos de até uma hora em consequência do tempo ruim. No tráfego ferroviário internacional, o trem Eurostar que segue para Londres reduziu a velocidade a 170 km/h e registra atrasos de até 50 minutos.

Cerca de 3 mil pessoas que não puderam tomar seus voos dormiram a noite passada nos terminais de Charles de Gaulle

Os serviços meteorológicos informam nesta segunda-feira que a frente que deixou nevascas no norte da França, e tinha chegado do Atlântico, tinha terminado sua passagem pela Bretanha e Normandia e se dirigia rumo ao leste.

Caos na Alemanha

Novas nevascas em grande parte da Alemanha agravaram nesta segunda-feira a caótica situação da maioria dos aeroportos do país, onde se multiplicam os cancelamentos e os atrasos, após quatro dias consecutivos de temporal na Europa.

O aeroporto de Frankfurt (oeste da Alemanha), o de maior tráfego da Europa continental, continua registrando graves problemas e a Fraport, a empresa gerenciadora, informou no começo do dia que pelo menos 292 voos, dos 1.325 previstos para o dia, serão cancelados. A Fraport estima, no entanto, que todos os voos internacionais poderão decolar durante o dia de hoje, embora previsivelmente com notáveis atrasos.

A empresa instalou de forma provisória cerca de 1 mil camas em um dos terminais para os passageiros que foram obrigados a pernoitar no aeroporto, alguns pelo terceiro dia consecutivo.

Desde sexta-feira foram cancelados 1,8 mil voos em Frankfurt, cerca de um terço de todos os programados, por causa do temporal de neve e vento denominado "Petra". A situação é também complicada em outros aeroportos alemães como o de Düsseldorf (oeste do país), Hamburgo (noroeste) e os dois de Berlim (nordeste), Tegel e Schönefeld, que somam dezenas de cancelamentos.

As fortes nevascas e os blocos de gelo complicam pelo quarto dia a situação em outros aeroportos do país e a circulação na rede de estradas da Alemanha.

O Serviço Meteorológico Alemão (DWD, na sigla em alemão) advertiu que as tempestades de neve continuarão nas próximas horas e se prolongarão durante os primeiros dias desta semana em diversos pontos da Alemanha, com especial incidência na metade ocidental.

O país está há quase três semanas sob uma camada de neve que dificulta o trânsito nas estradas e o tráfego aéreo e causou o fechamento de centenas de escolas e o desabastecimento de alguns postos de gasolina.

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: neveeuropacaos aéreofrançareino unidoalemanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG