Neve atrapalha planos de milhares de viajantes na Europa

Por Stephanie Nebehay GENEBRA (Reuters) - A neve e o gelo atrapalharam os planos de viagem de milhares de pessoas na Europa neste domingo, fechando o aeroporto de Genebra num dos fins de semana mais movimentados do ano e levando uma parte do litoral báltico da Alemanha a declarar estado de calamidade pública.

Reuters |

Milhares de passageiros ficaram presos no aeroporto de Cointrin, em Genebra, na Suíça, depois que uma nevasca à noite o manteve fechado até o meio-dia.

"Foi a primeira vez desde 1985 que tivemos tanta neve na pista", disse o porta-voz do aeroporto Bertrand Staempfli na rádio suíça de língua francesa ao meio-dia, quando as primeiras partidas começaram.

Os atrasos já eram esperados e passageiros frustrados fizeram longas filas para tentar remarcar seus vôos no aeroporto, por onde se esperava que 100 mil pessoas passassem neste fim de semana.

Muitos esquiadores britânicos, alemães e de outras partes da Europa usam o aeroporto de Genebra para chegar até estações de esqui famosas na Suíça e na França, inclusive Verbier.

Centenas de motoristas tiveram de abandonar seus automóveis na estado de Mecklenburg-Vorpommen, no nordeste da Alemanha, onde houve a precipitação de 25 centímetros de neve. O distrito de Ostvorpommern declarou estado de calamidade pública, disseram autoridades locais.

As escolas no estado todo permanecerão fechadas na segunda-feira.

Na Polônia, pelo menos 200 mil residências ficaram sem energia elétrica e as pessoas tiveram de ser retiradas de um shopping na cidade de Leszno, no leste do país, quando o teto começou a ceder por causa do peso de um metro e meio de neve, segundo os serviços de resgate do país.

Um porta-voz da polícia disse que desde que o clima frio começou em outubro, 152 pessoas já foram encontradas mortas congeladas na Polônia.

Na ilha alemã de Fehrman, no mar Báltico, aproximadamente 5 mil residentes ficaram isolados em casa por causa das nevascas. Outros ficaram presos dentro de seus carros por horas na estrada A20 porque as máquinas normais de retirar neve não conseguiam alcançá-los, disseram autoridades.

A rede ferroviária nacional alemã Deutsche Bahn disse que vários trens de passageiros ficaram presos em montes de neve e que muitas rotas locais de trens no norte do país tiveram de ser interrompidas.

O clima já causou mais de 1.100 acidentes nas estradas desde sábado na região do Reno-Vestfália, o estado mais populoso da Alemanha, segundo o governo regional.

Noventa e um voos foram cancelados neste domingo no aeroporto de Frankfurt, o mais movimentado da Alemanha. No sábado, foram 225.

Na Inglaterra, a indústria química Ineos disse que cancelou o envio de 12 mil toneladas de sal para a Alemanha para que pudesse ser utilizado nas estradas inglesas.

(Reportagem adicional de Dave Graham em Berlim, de Rob Strybel em Varsóvia e de Christina Fincher em Londres)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG