Nevascas causam ao menos 25 mortes na Europa e nos Estados Unidos

Pelo menos 20 pessoas morreram na Europa e cinco nos Estados Unidos, onde cidades foram duramente atingidas por nevascas que também complicaram a situação do transporte público.

iG São Paulo |

AFP
Carro vai para a beira da estrada após escorregar na neve

Na Bélgica, carro vai para a beira da estrada após escorregar na neve

Na Polônia, onde os termômetros caíram para -20°C, o frio já provocou pelo menos 15 mortes, a maior parte de sem-teto.

Na França, onde a madrugada deste domingo foi uma das mais frias do ano, com -24ºC no leste do país, um desempregado de 36 anos foi encontrado morto em seu trailer perto de Arras (norte), assim como um desabrigado polonês em Marselha (sul).

Dois homens de 19 e 43 anos foram encontrados mortos no sudeste da Áustria. Na Alemanha, o corpo de um desabrigado de 46 anos foi descoberto em Mannheim, no sudoeste do país.

Os serviços de trem entre a Grã-Bretanha e a França permanecem suspensos desde sábado, depois que cinco trens do Eurostar quebraram dentro do Eurotúnel devido às baixas temperaturas, deixando mais de 2 mil passageiros presos.

Os cinco trens quebraram entre a noite de sexta-feira e sábado. Especialistas acreditam que o problema, no sistema elétrico, foi causado por um choque térmico quando os trens deixaram o ar frio na França e entraram no túnel quente e úmido.

Na noite de sábado, um sexto trem também apresentou problemas. Os passageiros que foram obrigados a passar a noite no túnel reclamaram de falta de comida e água, além da falta de informações.

Neste domingo, o Eurostar começou a transportar 500 passageiros considerados "mais vulneráveis" de Londres para a França e a Bélgica.

A empresa ainda não anunciou quando os serviços voltarão a funcionar. Em sua página na Internet, um comunicado afirma: "Estamos comprometidos em restaurar nossos serviços o mais breve possível, mas nossa principal prioridade é a segurança e o conforto de nossos clientes".

A previsão é de que os trens não voltem a operar antes do Natal. A empresa anunciou que não vai vender passagens até depois de 26 de dezembro.

O presidente da empresa, Richard Brown, já avisou que, quando o serviço for reativado, os trens não conseguirão transportar todos os que compraram passagens e pediu que as pessoas evitem viagens desnecessárias.

Segundo o Eurostar, passageiros afetados terão o valor pago pelo bilhete reembolsado e receberão uma passagem de volta e uma compensação de 150 libras.

Aeroportos

O frio também provoca problemas para quem se desloca por via aérea ou rodoviária. Grã-Bretanha, França, Bélgica, Alemanha e Holanda enfrentam cancelamento de voos e atrasos.

AFP
Neve cobre aviões no aeroporto de Düsseldorf, na Alemanha

Neve cobre aviões no aeroporto de Düsseldorf, na Alemanha

No aeroporto internacional de Bristol, na Inglaterra, centenas de pessoas ficaram presas depois que a companhia aérea Easyjet cancelou pelo menos cinco voos.

No aeroporto de Manchester, os voos foram suspensos por 90 minutos na manhã deste domingo, para que funcionários pudessem retirar neve da pista. Serviços de emergência na Grã-Bretanha pedem que as pessoas tenham cuidado extra ao dirigir e caminhar.

Estados Unidos

O leste dos Estados Unidos é a região mais afetada por tempestades de neve. Os aeroportos de Washington foram fechados e a cidade está em situação de emergência, assim como quatro Estados do país.

A tempestade avança lentamente para o norte e neste domingo atinge principalmente as áreas de Nova York, onde em alguns locais caíram cerca de 70 centímetros de neve, e de Massachusetts, onde há ventos em torno de 100 km/h e a visibilidade é nula.

Na cidade de Nova York, já caíram quase 30 centímetros de neve e a tempestade pode ser a pior em vários anos, segundo o Serviço Meteorológico Nacional.

Duas pessoas morreram em Ohio em acidentes de trânsito devido à tempestade, que fez também três vítimas fatais na Virgínia, uma por congelamento e duas em acidentes.

A neve causou várias ocorrências de trânsito - a Polícia da Virgínia indicou que, apenas neste estado, houve cerca de 3 mil - e deixou centenas de motoristas isolados em seus veículos.

Com BBC


Leia também:


Leia mais sobre inverno

    Leia tudo sobre: euaeuropaneve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG