Nevasca se desloca para o norte dos EUA

A forte nevasca que começou sexta-feira no nordeste dos Estados Unidos se deslocou para o norte neste domingo e continua perturbando o tráfego aéreo, depois de deixar pelo menos três mortos no estado de Virginia.

AFP |

A neve parou de cair em Washington na madrugada deste domingo e ganhou força mais ao norte, na Nova Inglaterra.

Segundo os serviços meteorológicos, 40 cm de neve cobriram Washington em menos de 24 horas, algo nunca visto desde 1932.

A nevasca provocou cerca de 3.000 acidentes sábado nas estradas de Virginia (nordeste dos EUA), matando pelo menos três pessoas, segundo a polícia. Milhares de casas ficaram sem eletricidade neste estado assim como nos de West Virginia, Tennessee, Kentucky e Carolina do Norte.

Em Nova York, onde a neve parou de cair na manhã deste domingo, as ruas estavam cobertas por uma camada de 20 cm, constatou uma jornalista da AFP.

Segundo imagens divulgadas pela televisão local, a neve continuou caindo na Nova Inglaterra na manhã deste domingo, sobretudo em Boston (Massachusetts, nordeste dos EUA).

Grande parte dos voos domésticos previstos para este domingo foram cancelados no aeroporto de Boston-Logan (BOS). Já o aeroporto John F. Kennedy (JFK), o maior de Nova York, anunciou em seu site atrasos de apenas 15 minutos.

Muito afetados pela nevasca, os dois maiores aeroportos de Washington suspenderam as atividades no sábado. Neste domingo, o aeroporto internacional de Washington-Dulles (IAD) anunciou a reabertura de uma de suas quatro pistas.

No Reagan-National (DCA), o aeroporto de Washington utilizado para os voos domésticos, nenhum avião pôde decolar ou pousar até as 10H00 locais (13H00 de Brasília), segundo um comunicado.

Já o aeroporto Baltimore-Washington (BWI) reiniciou as operações, mas muitos voos deverão ser cancelados ou sofrer atrasos.

De acordo com os serviços de meteorologia, a nevasca, que bateu um recorde ao se alastrar por 800 km do nordeste ao norte do país, deve perder força na noite deste domingo.

bur/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG