Teerã, 7 mar (EFE).- Um dos netos do inspirador da Revolução Iraniana, aiatolá Ruhollah Khomeini, denunciou hoje que a República Islâmica fundada pelo avô está longe dos objetivos estabelecidos.

Em entrevista à rede de televisão local "Presstv", Hassan Khomeini ressaltou que "permitir que o povo passe fome ameaça nossa segurança nacional".

"Devemos reconhecer a dor e falar sobre ela. A dor deve-se ao fato de que nos distanciamos do verdadeiro sistema islâmico", afirmou.

A grave situação econômica no país é o principal tema da campanha das eleições presidenciais previstas para 12 de junho.

Embora sua candidatura ainda não tenha sido confirmada, tudo indica que o presidente Mahmoud Ahmadinejad, criticado por sua gestão econômica, buscará a reeleição, enfrentando candidatos reformistas, como o ex-líder Mohamad Khatami. EFE jm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.