Teerã, 24 mar (EFE).- As autoridades iranianas libertaram hoje o neto do ex-presidente Ali Akbar Hashemi Rafsanyani, detido no domingo quando desembarcava no aeroporto de Teerã de um voo procedente de Londres.

Segundo meios de comunicação locais, Hassan Lahouti foi solto após pagar uma fiança de aproximadamente US$ 73 mil.

A imprensa, no entanto, não revelou os motivos da prisão, limitando-se a informar que Lahouti foi interrogado e seu caso, enviado à Justiça, que terminará de investigar certos crimes "relacionados com a segurança".

O site "Rahesabz.net", administrado pela oposição iraniana, disse que o neto do ex-presidente poderia estar sendo acusado de insultar o líder supremo da Revolução, o aiatolá Ali Khamenei.

Rafsanyani, que perdeu as eleições presidenciais de 2005 contra o atual presidente, Mahmoud Ahmadinejad, expressou seu apoio à oposição reformista durante o polêmico pleito de junho do ano passado, no qual o chefe de Estado foi reeleito em meio a denúncias de fraude. EFE jm/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.