Netanyahu volta a descartar fim da colonização

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, descartou novamente nesta segunda-feira a possibilidade de paralisar completamente a colonização na Cisjordânia ocupada, antes do encontro na terça-feira com o emissário especial americano, George Mitchell.

AFP |

"Os palestinos esperavam um congelamento completo das construções, mas no momento está claro que isto não vai acontecer", afirmou Netanyahu à comissão parlamentar das Relações Exteriores e de Defesa reunida a portas fechadas.

As declarações do premier foram passadas à imprensa por uma fonte do governo.

"Queremos encontrar um equilíbrio entre nossa vontade de fazer gestos para promover as negociações e o processo de paz, por um lado, e a necessidade de permitir aos habitantes de Judeia-Samaria (os colonos da Cisjordânia) que vivam normalmente, de outro", defendeu Netanyahu.

O premier israelense revelou recentemente a intenção de acelerar a colonização na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental antes de anunciar uma eventual suspensão temporária.

A comunidade internacional pede uma paralisação total das construções, como exigem os palestinos, para permitir a retomada das negociações de paz.

ChW/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG