Netanyahu promete trabalhar com Obama pela paz no Oriente Médio

JERUSALÉM - O líder do partido Likud, Benjamin Netanyahu, encarregado de formar o novo governo israelense, prometeu neste domingo trabalhar com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para conseguir a paz no Oriente Médio.

EFE |

"Pretendo e espero cooperar com a Administração Obama para fazer avançar os objetivos comuns de paz, segurança e prosperidade para nós e nossos vizinhos", declarou Netanhayu em entrevista coletiva em Jerusalém.

O líder do Likud foi escolhido para formar um governo de coalizão na sexta-feira, depois que o presidente Shimon Peres constatou que ele tinha mais apoio político, embora seu partido tenha eleito 27 deputados, um a menos que a legenda de Livni.

No Parlamento israelense (Knesset), 65 dos 120 deputados pertencem a partidos da extrema-direita, reticentes a qualquer concessão aos palestinos, política que poderia se chocar com a intenção do governo americano de impulsionar com rapidez a criação de um Estado palestino.

Netanyahu se reuniu neste domingo com o senador americano independente Joe Lieberman, que disse que uma coalizão de governo liderada pelo chefe do Likud poderia ter boas relações com Washington.

"Nossos inimigos, infelizmente, são tão comuns como os valores e interesses que nos uniram durante todos estes anos", declarou Lieberman aos jornalistas.

Como premiê entre 1996 e 1999, Netanyahu teve atritos com a Administração Clinton por sua rejeição frontal aos acordos de paz de Oslo, de 1993.

No entanto, assinou os acordos de Wye Plantation, a partir dos quais Israel transferiu o controle de 80% da cidade cisjordaniana de Hebron à Autoridade Nacional Palestina (ANP).

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG