Netanyahu promete buscar a paz com os palestinos

JERUSALÉM - O primeiro-ministro indicado de Israel, Benjamin Netanyahu, disse na quarta-feira que o governo que ele está formando será um parceiro pela paz com os palestinos.

Reuters |


Clique para ver o infográfico


Falando um dia depois de atrair o Partido Trabalhista, de centro-esquerda, para uma parceria política, Netanyahu disse que sua intenção de cuidar da economia palestina não substituirá as conversas de paz.

"Eu acho que os palestinos devem entender que eles têm em nosso governo um parceiro pela paz, pela segurança e pelo rápido desenvolvimento da economia palestina", disse ele em um pronunciamento em Jerusalém.

"Paz: não é a nossa última meta. É uma meta comum e duradoura para todos os Israelenses e todos os governos israelenses, o meu incluído", disse Netanyahu.

Ele esquivou-se de declarar apoio a uma solução que envolva dois Estados - um palestino ao lado de Israel -, que está no centro dos esforços de paz reafirmados pelo presidente Barack Obama em uma coletiva de imprensa na terça-feira.

Mas sob o acordo de coalizão com o partido trabalhista de Ehud Barak, que pode ajudar Netanyahu a evitar atritos com Obama na questão do Oriente Médio, o partido direitista de Netanyahu, o Likud, aceitou respeitar todos os acordos internacionais assinados por Israel - uma fórmula que inclui acordos vislumbrando um Estado palestino.

Leia também:


Leia mais sobre Israel

      Leia tudo sobre: israel

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG