O primeiro-ministro israelense designado, o conservador Benjamín Netanyahu, e o líder trabalhista Ehud Barak fecharam um acordo de coalizão, que será submetido na tarde desta terça-feira à aprovação do congresso do partido de centroesquerda, informou a rádio militar.

Segundo o acordo, o partido Likud de Netanyahu se compromete a prosseguir com as negociações de paz com os palestinos e a respeitar os acordos assinados no passado, segundo a emissora.

O acordo prevê ainda que Israel continue atuando contra as construções ilegais e a colonização 'selvagem' na Cisjordânia.

O texto deve ser submetido ao congresso do Partido Trabalhista, em uma reunião que se anuncia agitada pela oposição de pelo menos sete de seus 13 membros a qualquer associação com o governo de Netanyahu.

ChW/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.