Netanyahu diz porque ataques de 11 de setembro beneficiaram Israel

Jerusalém, 16 abr (EFE).- O ex-primeiro-ministro israelense e líder do partido opositor Likud, Benjamin Netanyahu, esclareceu nesta quarta-feira porque, em sua opinião, os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 beneficiaram Israel.

EFE |

"Todas as pessoas de bem no mundo ficaram comovidas pela tragédia que aconteceu nos Estados Unidos. Após este e outros ataques, a comunidade internacional começou a valorizar a existência de uma ameaça aqui e que se centra em todas as sociedades livres", disse Netanyahu durante um encontro com a imprensa estrangeira.

O líder do Likud fez sua declaração depois que o jornal "Maariv" publicou que Netanyahu tinha manifestado durante uma conferência na Universidade Bar-Ilan, em Tel Aviv, que os ataques de 11 de setembro de 2001 beneficiaram Israel.

"Estamos nos beneficiando dos ataques às Torres Gêmeas e ao Pentágono, e da luta dos EUA no Iraque", disse Netanyahu, segundo o jornal.

Durante o encontro de hoje no qual reiterou que o Irã supõe uma ameaça "por seu programa para adquirir armas nucleares", o político israelense manifestou que um dos desafios enfrentados pelo Ocidente na atualidade é "a clara trajetória de ascensão do Islã radical".

Netanyahu afirmou que militantes sunitas bombardearam Nova York, Washington, Bali e capitais européias, que se somam às forças xiitas, entre as quais se encontra a milícia libanesa Hisbolá, "dirigidas pelo Irã e que hoje conta com 40 mil foguetes, uma capacidade maior e mais letal da que possuía na Segunda Guerra do Líbano (2006)". EFE db/mac/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG