Netanyahu dirá no domingo que aceita fórmula de 2 Estados, diz jornal

Jerusalém, 11 mai (EFE).- O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciará no discurso que deve pronunciar no domingo que aceita o princípio de dois Estados para resolver o conflito do Oriente Médio, publica hoje o jornal Haaretz.

EFE |

Esse jornal, o mais influente e mais bem informado de Israel, cita fontes ligadas ao chefe de Governo, que precisaram que Netanyahu assumirá o princípio dos dois Estados dentro do Mapa do Caminho, que prevê essa formula como saída para o conflito regional.

As fontes disseram que o primeiro-ministro israelense não fará menção, no entanto, à necessidade de deter o crescimento da população nas colônias judaicas em território palestino, a outra condição exigida pelo presidente americano, Barack Obama.

O jornal cita também fontes americanas que afirmam que Israel e Estados Unidos aproximaram posições desde que Obama expôs, em seu discurso do dia 4, no Egito, que era imprescindível criar um Estado palestino para a estabilidade da região.

As fontes americanas admitiram que os "progressos" não incluem o assunto do aumento de população nos assentamentos, cujo freio Obama também se referiu para avançar rumo à paz e sobre o qual as posturas de Israel e dos Estados Unidos continuam distantes.

Contra a opinião dos Estados Unidos e da comunidade internacional, Netanyahu resistiu até agora a aceitar a criação de um Estado palestino, cujo estabelecimento só assumiria se não contar com um Exército, de acordo com as fontes do "Ha'aretz".

O primeiro-ministro israelense anunciou que seu discurso do domingo tem o objetivo de apresentar seu "plano de paz e segurança".

EFE amg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG