Netanyahu descarta pasta da Defesa para Lieberman, diz fonte

Por Dan Williams JERUSALÉM (Reuters) - O primeiro-ministro-designado de Israel, Benjamin Netanyahu, descartou a hipótese de indicar o ultranacionalista Avigdor Lieberman para a pasta da Defesa, caso ambos formem uma coalizão, disseram fontes políticas na terça-feira.

Reuters |

O partido ultradireitista Yisrael Beitenu, de Lieberman, formou a terceira maior bancada parlamentar na eleição do último dia 10, o que torna possível uma coalizão com o direitista Likud, de Netanyahu, que formou a segunda maior bancada.

Lieberman, nascido em Moldova, diz que gostaria de ser ministro da Defesa - algo que provocou apreensão dentro e fora do país devido à sua retórica belicosa em assuntos como o programa nuclear do Irã.

Questionado sobre as chances de isso ocorrer, uma fonte do Likud disse que é "zero".

Netanyahu, ex-primeiro-ministro, está ciente dos muitos desafios contra a segurança nacional de Israel e quer uma "transição suave" na pasta da Defesa, disse outra fonte.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG