Netanyahu denuncia 'hipocrisia' das organizações de direitos humanos

Para primeiro-ministro de Israel, há outros "regimes mais repressivos"

AFP |

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, denunciou este domingo "a hipocrisia" das organizações de defesa dos direitos humanos que criticam Israel e "fecham os olhos para regimes mais repressivos".

"Devemos expor a hipocrisia das organizações de direitos humanos, que fecham os olhos para os regimes mais represssivos do mundo, que apedrejam mulheres e enforcam homossexuais, preferindo atacar a única democracia liberal do Oriente Médio", disse Netanyahu.

O primeiro-ministro falou horas depois da publicação de um relatório da organização Human Rights Watch (HRW), que criticou a "discriminação sistemática" dos palestinos da Cisjordânia e pediu aos Estados Unidos para punir financeiramente Israel por sua política de colonização.

"Enquanto avançam as colônias judaicas, os palestinos sob controle israelense vivem fora do tempo, não só separados, não só desiguais, mas também inclusive às vezes expulsos de sua terra e de suas casas", criticou a representante da Human Rights Watch, Carroll Bogert.

    Leia tudo sobre: Netanyahuisraelhipocrisiadireitos humanos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG