BUENOS AIRES (Reuters) - O ex-presidente argentino Néstor Kirchner vai renunciar nesta segunda-feira à presidência do partido peronista, atualmente no governo, depois da derrota registrada nas urnas nas eleições legislativas de domingo, informou a mídia local. Kirchner, considerado o homem forte do governo liderado por sua mulher, a presidente Cristina Kirchner, perdeu a disputa pela província de Buenos Aires, por uma pequena margem, para outra facção do peronismo encabeçada pelo empresário Francisco De Narváez.

Não houve confirmação oficial da notícia veiculada pelas redes de tevê Todo Noticias, America e C5N.

(Reportagem de Lucas Bergman)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.