Néstor Kirchner diz que Cristina tem capacidade para enfrentar crise

Buenos Aires, 17 jun (EFE).- O ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner saiu hoje em defesa de sua esposa e atual governante, Cristina Fernández, que atravessa um momento complicado com a crise do setor agrário, e assegurou que ela tem capacidade para enfrentar a situação.

EFE |

Em um encontro com jornalistas em Buenos Aires, Néstor, que não chegou a realizar coletivas de imprensa durante seu mandato (2003-2007), rejeitou a existência de um poder "bicéfalo" na Argentina, como afirmam alguns analistas e a imprensa local.

"Cristina tem seu modo de pensar, ela é a presidente", declarou o ex-presidente Kirchner, líder do Partido Justicialista (PJ, peronista).

"Os que conhecem Cristina sabem que ela tem tudo o que precisa ter (...). Todos nós somos soldados que estamos acompanhando", disse Néstor.

Néstor Kirchner defendeu a política de sua esposa no conflito com os produtores agropecuários pelo aumento das retenções à exportação de grãos que suscitou a maior crise do país desde a crise econômica de 2001.

"O que a presidente fez foi jogar pela maioria dos argentinos, que têm menos", acrescentou.

"A presidente não toma esta medida para tentar prejudicar os argentinos (...) é uma medida solidária e de redistribuição de renda", insistiu.

Além de defender sua esposa, o ex-presidente rejeitou a possibilidade de que seu antecessor, Eduardo Duhalde, estivesse envolvido em uma suposta conspiração golpista.

"Não acho que Duhalde esteja por trás de um golpe de Estado", disse Néstor Kirchner.

"Ao longo da vida política tivemos acordos e desacordos (...) mas não pensamos isso, sob nenhum ponto de vista", enfatizou o ex-governante. EFE mar/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG