Néstor Kirchner acusa agricultores de extorsão

O ex-presidente Néstor Kirchner acusou nesta terça-feira os agricultores argentinos de extorsão, ao convocar um ato peronista contra a greve no setor e em apoio ao governo federal.

AFP |

"Convoco todos os argentinos amanhã (quarta-feira) para um ato na Praça de Maio em defesa do sistema e das práticas democráticas", disse Néstor Kirchner, em nome do Partido Justicialista (peronistas).

Em uma inédita entrevista coletiva, Kirchner acusou os agricultores de "extorquir para gerar mau humor entre a população", em referência aos bloqueios de estradas realizados pelos produtores agropecuários.

Néstor defendeu a política econômica de sua mulher, a presidente Cristina Kirchner, em particular os impostos escalonados sobre as exportações de grãos, que há quase 100 dias provocaram a rebelião agrária.

Cercado por vários dirigentes peronistas, Néstor Kirchner garantiu que "o país e o modelo estão intactos, o país está sólido", e pediu à imprensa que "não se preste a desestabilização política".

O ex-presidente acusou ainda "os setores ligados à repressão (durante a ditadura militar) de dar apoio logístico" aos bloqueios de estradas.

ls/LR/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG