Tamanho do texto

A polícia nepalesa deteve cerca de 560 mulheres tibetanas, incluindo muitas freiras budistas, durante protestos contra a China neste domingo. No primeiro dia de protestos realizados unicamente por mulheres, três eventos na capital Katmandu foram rapidamente dispersados pela polícia.

Os protestos foram os de maior proporção desde que exilados tibetanos iniciaram manifestações diárias em março.

Manifestantes que usavam pulseiras pretas choravam e gritavam "Queremos um Tibete livre" enquanto eram arrastadas para o interior de viaturas policiais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.