Neozelandês é condenado à prisão perpétua por estrangular mulher

SYDNEY - A Justiça da Nova Zelândia condenou neste sábado à prisão perpétua um neozelandês de origem chinesa procurado no mundo todo por matar a esposa e abandonar sua filha de três anos em uma estação de trem.

EFE |

Michael Xue, de 55 anos, foi declarado culpado de estrangular a mulher, Annie Liu, em Auckland (Nova Zelândia), antes de fugir com a criança para a cidade australiana de Melbourne em setembro de 2007, informa a rádio local. Em Melbourne, ele abandonou a criança em uma estação de trem para fugir para os Estados Unidos.

Cinco meses depois, Xue foi detido em Atlanta por um grupo de americanos de origem chinesa que o reconheceram graças às fotos sobre o caso publicadas em jornais. Ele então foi entregue às autoridades americanas, que o repatriaram imediatamente à Nova Zelândia.

Durante o julgamento, a acusação manteve que Xue estrangulou sua esposa com uma gravata, enquanto a defesa argumentou que ela foi morta por acidente quando praticavam uma técnica sexual baseada na asfixia.A filha do casal vive agora na China com sua avó materna.

Leia mais sobre: prisão perpétua

    Leia tudo sobre: nova zelândiaprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG