Nenhum candidato à presidência do Zimbábue parece ter obtido maioria absoluta, o que levaria a eleição ao segundo turno, informa um jornal do governo, em um momento no qual não se conhecem os resultados oficiais.

"A tendência dos resultados da eleição presidencial mostra que nenhum dos candidatos receberá mais de 50% dos votos, o que implica um segundo turno", afirma o The Herald, voz oficial do regime zimbabuano.

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, de 84 anos, concorreu na eleição de sábado ao sexto consecutivo e teve como principal adversário o líder da oposição, Morgan Tsvangirai.

Até o momento, a comissão eleitoral divulgou apenas resultados parciais das eleições legislativas que aconteceram no mesmo dia, mas não revelou nenhum número relativo à votação presidencial.

Na segunda-feira, a comissão pediu paciência aos eleitores e informou que estava recebendo os resultados de cada zona eleitoral.

O Movimento para a Mudança Democrática (MDC, oposição) reivindicou a vitória para Tsvangirai, por temer que o atraso na divulgação dos resultados seja uma tentativa de manipulação.

Leia mais sobre: Zimbábue




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.