Nelson Jobim diz que tensão na Bolívia é assunto interno

Os ministros da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, e seu colega do Paraguai, Nelson Mora, afirmaram nesta terça-feira que a tensão política atual na Bolívia é um assunto interno deste país.

AFP |

Clique na imagem e veja o infográfico sobre a Bolívia

A província boliviana de Santa Cruz, a mais rica do país andino, aprovou domingo em referendo um estatuto de autonomia que deve permitir administrar seus próprios recursos e criar sua força de polícia. O poder central de La Paz se recusa a considerar o resultado deste plebiscito, que considera "ilegal" e "separatista".

"Não existe nenhuma possibilidade de que um ministro da Defesa ou outra autoridade brasileira opine sobre assuntos internos da Bolívia", declarou Jobim a jornalistas.

"Estamos seguros de que nossos irmãos bolivianos vão resolver esses problemas pacificamente", afirmou, por sua vez, o ministro paraguaio Nelson Mora.

Jobim se encontrou com Mora nesta terça-feira em Assunção para pedir oficialmente o apoio do Paraguai à criação do Conselho Sul-Americano de Defesa. O tema deve ser debatido durante a conferência da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), em 23 de maio em Brasília.

O ministro brasileiro afirmou já ter obtido o apoio formal dos presidentes de Equador, Colômbia, Guiana, Suriname, Peru e Venezuela à criação deste Conselho.

Leia mais sobre: Bolívia

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG