Negociador israelense com o Egito critica Olmert

O principal negociador de Israel com o Egipto para uma possível trégua com o Hamas, o general da reserva Amos Gilad, criticou duramente a equipe do primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, informa o jornal Maariv.

AFP |

"Não entendo o que tentam fazer. Insultar os egípcios? Nós já os insultamos? É uma loucura. Simplesmente é uma loucura. O Egito é nosso aliado na região", afirmou Gilad.

Ele denunciou desta forma a decisão de Olmert de vincular a conclusão de uma trégua e a abertura das passagens de fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza à libertação do soldado Gilad Shalit, capturado em 2006 pelo Hamas.

Olmert foi criticado pelo presidente egípcio, Hosni Mubarak, que o acusou de ter recuado nas negociações e afirmou que o tema não poderia "de modo algum" ser vinculado à libertação de Shalit.

"Os egípcios têm um valor extraordinário. Nos deram margem de manobra (...) Têm manifestado uma vontade sem precedentes. Mubarak tem sido justo e corajoso. O ponto de passagem em Rafah está fechado. O Hamas cercado", afirmou Amos Gilad, segundo o Maariv.

jlr/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG