Negociações militares entre as Coreias terminam sem progresso

Segundo agência, Seul exigiu pedido de desculpas de Pyongyang pelo naufrágio de um navio sul-coreano, o que não foi aceito

iG São Paulo |

As primeiras negociações militares entre as duas Coreias desde 2008, iniciadas nesta quinta-feira, terminaram sem progresso, depois que Seul exigiu um pedido de desculpas de Pyongyang pelo naufrágio de um navio que matou 46 pessoas, informou a agência Yonhap. Acusada pelo governo sul-coreano, a Coreia do Norte nega envolvimento no caso.

O ministério da Defesa sul-coreano confirmou o fim das discussões, mas sem revelar detalhes. Os negociadores não conseguiram chegar a um acordo sobre uma data para uma nova reunião, segundo a Yonhap.

Durante as negociações militares na área de fronteira de Panmunjom, a Coreia do Norte queria abordar as questões da delimitação da fronteira no Mar Amarelo e o envio de panfletos de propaganda a seu território por militantes sul-coreanos.

A Coreia do Sul propôs na semana passada ao Norte a realização de conversas militares. A proposta foi feita depois de o governo norte-coreano propôr a realização de reuniões para discutir as disputas fronteiriças com o Sul no Mar Amarelo (Mar Ocidental). O último encontro militar de trabalho entre as duas Coreias foi realizado em outubro de 2008.


Com AFP

    Leia tudo sobre: coreia do nortecoreia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG