Negociação entre Governo da RDC e rebeldes é retomada em Nairóbi

Nairóbi, 11 dez (EFE).- As negociações entre o Governo da República Democrática do Congo (RDC) e o rebelde Congresso Nacional de Defesa para o Povo (CNDP) foram desbloqueadas hoje sob a mediação do enviado especial da ONU para a Região dos Grandes Lagos, Olusegun Obasanjo.

EFE |

Apesar de na véspera Obasanjo ter anunciado em coletiva de imprensa em Nairóbi que "as negociações estavam bloqueadas por culpa do CNDP", esta manhã ambas as delegações voltaram a se reunir "com o compromisso de dialogar em uma atmosfera de boa vontade", segundo um comunicado oficial do mediador da ONU.

A causa que levou as duas delegações a se reunir de novo não foi esclarecida, embora uma fonte da ONU que pediu para manter o anonimato tenha dito à Agência Efe que "houve um ponto de inflexão que fez as negociações serem retomadas".

"Fico feliz em dizer que ambas as facções estão fazendo grandes progressos para um acordo sobre as normas básicas que são precisas implantar para futuras discussões", assinalou o antigo presidente nigeriano em comunicado emitido conjuntamente com o representante da União Africana, o ex-chefe de Estado tanzaniano, Benjamin Mkapa.

Segundo o comunicado, Obasanjo e Mkapa enviaram esta manhã uma delegação de alto nível para se reunir com o líder do CNDP, o general Laurent Nkunda, em seu reduto das montanhas do Kivu Norte, para esclarecer alguns assuntos que impediam o entendimento entre as partes.

"A equipe informou sobre uma reação positiva - por parte de Nkunda", diz a nota.

As idas e vindas das negociações, que começaram na segunda-feira passada em Nairóbi, evidenciam a complexidade da realidade congolesa, onde um conflito que ficou 15 anos latente emergiu de novo em agosto passado devido a uma nova ofensiva dos rebeldes de Nkunda.

Amanhã, as negociações serão suspensas pelas comemorações do Dia da Independência do Quênia, embora vão ser retomadas em Nairóbi em 17 de dezembro, segundo o estipulado pelos mediadores e ambas as delegações. EFE pa/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG