Negativa de visto ao Dalai Lama adia conferência na África do Sul

A conferência sobre a paz relacionada com a organização da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul foi adiada depois da recusa das autoridades locais em conceder um visto para o Dalai Lama, anunciaram nesta terça-feira os organizadores do encontro.

AFP |

"Decidimos adiar a conferência sobre a paz na África do Sul a fim de garantir que aconteça em boas condições", declarou o presidente Irvin Khoza, um dos dirigentes locais do Mundial-2010.

"O governo sul-africano convenceu o Dalai Lama a adiar sua visita à África da Sul", acrescentou.

A embaixada da África do Sul em Nova Délhi negou na véspera o visto ao líder espiritual tibetano no exílio. O Dalai Lama pretendia participar, ao lado de outros vencedores do Nobel da Paz como Nelson Mandela, na conferência na sexta-feira sobre como aproveitar o futebol para combater o racismo e a xenofobia, um ano antes da África do Sul organizar a Copa do Mundo.

A organização Amigos Sul-Africanos do Tibete informou em um comunicado que o Dalai Lama teve o visto negado e que a representação da África do Sul em Nova Délhi pediu ao líder tibetano que adiasse a viagem.

Os ativistas afirmam que o fato do Dalai Lama não poder participar na conferência de paz transforma as intenções do evento em uma "farsa".

O jornal Sunday Independent citou um funcionário da embaixada da China em Pretória, Dai Bing, que afirmou que seu governo recomendou à África do Sul que negasse o visto ao Dalai Lama, por considerar que a visita prejudicaria as relações bilaterais.

gs/fp/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG