Navio-tanque bate na costa da Malásia e pega fogo

KUALA LUMPUR (Reuters) - Um navio-tanque com 58 mil toneladas de nafta que colidiu com um navio cargueiro no Estreito de Málaca ainda está pegando fogo nesta quarta-feira, apesar do risco de um vazamento ser pequeno, informaram autoridades da Malásia. A colisão aconteceu na terça-feira e autoridades disseram que ainda procuravam nove de 25 tripulantes do navio-tanque.

Reuters |

Comerciantes de petróleo disseram que o navio-tanque da Cargill, Formosaproduct Brick, transportava a carga de nafta, uma fração de destilação do petróleo, dos Emirados Árabes Unidos a Daesan, na Coreia do Sul.

A origem da carga era provavelmente a Abu Dhabi National Oil Co. (Adnoc), com a qual a empresa norte-americana Cargill tem um contrato para transportar cerca de 100 mil toneladas por um período não específico, acrescentaram os negociadores.

Uma porta-voz da Agência Marítima da Malásia (MMEA) disse que não havia o perigo imediato que o navio-tanque registrado na Libéria poderia afundar.

Mas ela disse que os bombeiros estão tentando controlar o fogo, que ainda estava em chamas horas depois da colisão com o Ostede Max, um cargueiro britânico.

"Nós temos apenas que esperar pelo incêndio cessar, mas estamos controlando as chamas. A rota dos navios não foi afetada porque nós tiramos o navio-tanque do caminho", disse ela à Reuters. "Ainda não temos nenhuma notícia sobre os nove tripulantes."

(Reportagem de Razak Ahmad e Niluksi Koswanage)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG