Navios russos partem para exercício conjunto na Venezuela

Navios de guerra da Rússia começaram a se deslocar para a Venezuela para um exercício conjunto das Marinhas dos dois países. A frota de navios, que é liderada pelo navio nuclear Pedro, o Grande partiu da base de Severomorsk, no Ártico.

BBC Brasil |

As manobras conjuntas começarão em novembro. A medida é vista como uma provocação aos Estados Unidos, cujas relações com ambos países está cada vez mais tensa.

O porta-voz da Marinha russa Igor Dygalo disse que os navios partiram às 10h (2h no horário de Brasília) e viajariam 15 mil milhas náuticas até chegar à Venezuela.

Dois aviões russos chegaram à Venezuela na semana passada para treinamentos da Aeronáutica.

Os governos de Caracas e Moscou assinaram um contrato de armas e estão examinando possíveis parcerias bilaterais no setor energético.

O vice-primeiro-ministro russo Igor Sechin disse, durante visita a Caracas, na semana passada, que cinco petrolíferas russas querem operar na Venezuela.

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, visitará Moscou nesta semana. Ele disse no domingo que a América Latina precisa de uma relação forte com a Rússia para reduzir a influência de Washington na região.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG